Polo de tecnologias verdes

  • Por Secovi Rio -


A prefeitura finalizou o projeto executivo do Centro de Referência em Sustentabilidade Urbana (Cersu), que será erguido na Estrada do Jacaré, como parte das ações do Programa Região Oceânica (PRO) Sustentável. O edital de licitação para escolher a empresa que fará a obra do prédio será realizado em dois meses. No local, cuja gestão será em parceria com a UFF, serão oferecidos, a partir de março, cursos e seminários para orientações sobre a criação de hortas domiciliares, telhados verdes e dispositivos de reaproveitamento de águas, entre outras medidas sustentáveis.

O investimento na obra é de R$ 3,7 milhões e inclui ainda a construção de um prédio para unidade do Médico de Família na região. O Cersu será instalado numa área de cinco mil metros quadrados, a cerca de 2,5 quilômetros da entrada da Estada do Jacaré. Através de um convênio com a UFF, serão desenvolvidas pesquisas de extensão no espaço, para aprimoramento de técnicas em bioconstrução, hortas orgânicas e medicinais, agroflorestais, tratamento de resíduos sólidos e atividades de educação ambiental, explica o secretário municipal de Planejamento, Axel Grael:

– Será um polo irradiador de tecnologia sustentável, voltado não só para arquitetos, mas também para moradores, que poderão saber como instalar painéis fotovoltaicos ou fazer aproveitamento de águas de chuva em suas casas.

Em todo o espaço serão construídos dois prédios: um com cerca de 675 metros quadrados, que terá iluminação e ventilação natural, reúso de água, telhado verde e energia solar, para abrigar duas equipes da Unidade do Médico de Família e parte dos cursos de tecnologias verdes; e o Centro de Pesquisa e Extensão da UFF, que terá cerca de 200 metros quadrados.

A licitação do prédio que abrigará o Médico de Família será no início de agosto, e a previsão de início das obras é setembro, com a inauguração programada para ocorrer a partir de maio. Já a licitação do Centro de Pesquisas será feita em setembro e as obras concluídas em março. A área do Cersu fica no vale do Jacaré, junto à extensa superfície plana e também em declive recoberta por florestas, dentro da área de amortecimento do Parque Estadual da Serra da Tiririca (Peset).

 

FONTE: O Globo – Niterói