Cuidados com o gás

  • Por Secovi Rio -


Uma vistoria que muitas vezes é deixada de lado e não recebe a devida atenção na hora de alugar um imóvel é das instalações de gás nos condomínios e nas unidades autônomas. Uma das formas de evitar tragédias é estar em dia com a autovistoria predial (Lei 126/2013) e com a inspeção periódica de gás (Lei 6.890/2014). Para isso, especialistas explicam quais são os cuidados necessários.

De acordo com o arquiteto e diretor da Santos Projetos, Fernando Santos, ao vistoriar todas as áreas, inclusive as unidades privativas do condomínio, é possível fazer análise e desenhar um cenário mais completo. “Dessa forma, é possível recomendar ações mais assertivas para problemas encontrados, evitando acidentes. É neste ponto em que a autovistoria predial e a autovistoria do gás se encontram”, afirma ele.

Edison Parente, vice-presidente comercial da Renascença Administradora, ressalta que, sendo locação por temporada ou por contrato padrão, a vistoria do imóvel dever ser minuciosa, abrangendo a parte elétrica, hidráulica e de gás.

“O trabalho de prevenção e de conservação tem que ser de proprietários e de inquilinos, cada qual na sua parte responsável”, diz.

Danielle Souza, gerente de locação da Precisão Administradora, concorda que o laudo de vistoria é fundamental no processo de locação. “Sugerimos um laudo inicial de vistoria para verificação de qualquer anomalia no imóvel e a parte do aquecedor e gás. Caso haja alguma necessidade de reparo, repassamos ao proprietário do imóvel antes de concretizar a locação”, declara a especialista.

 

FONTE: Meia Hora