Cadastro positivo pode injetar R$ 1,3 trilhão na economia, diz Serasa

  • Por Secovi Rio -


Um estudo da Serasa Experian sobre o impacto do cadastro positivo mostra o potencial de injeção de R$ 1,3 trilhão na economia do país. Conforme empresa, o sistema pode incluir mais 22,6 milhões de pessoas atualmente fora do mercado de crédito.

O Senado aprovou ontem o projeto de lei complementar que prevê a inclusão automática dos consumidores no cadastro positivo, que vai construir um histórico de adimplência de contas e obrigações.

Para passar a valer, o projeto precisa apenas da sanção presidencial. Depois da aprovação do poder Executivo, a nova lei entraria em vigor após 90 dias, período no qual os bureaus de crédito têm de divulgar os detalhes do novo sistema.

De acordo com estudo da Serasa Experian, feito a partir de simulações baseadas em modelos estatísticos de score, ou seja, nota de pontuação de crédito, o sistema pode beneficiar cerca de 137 milhões de brasileiros, o que significa 88,5% da população adulta do país. O levantamento revela ainda uma redução de juros para 74% das pessoas acima de 18 anos que já têm acesso ao crédito.

FONTE: Valor Econômico