Secovi Rio na mídia: Ficou mais barato alugar imóvel na Zona Sul de Niterói

  • Por Secovi Rio -


São Domingos foi o único bairro de Niterói onde ficou mais barato para alugar um imóvel, no mês de outubro. A baixa de 6,1% no comparativo com o mesmo mês do ano passado, revela um metro quadrado pelo valor médio de R$ 18,44.

Em compensação, as áreas de São Francisco e Boa Viagem, também na zona sul da cidade, apresentaram altas consideráveis de 25,8% e 24,8%, respectivamente, na mesma temporada analisada – com valores do m² na casa de R$ 31,32 e R$ 23,44. As informações são do Sindicato da Habitação (Secovi) Rio.

Demais áreas como Charitas (21,1%), Fonseca (15,6%), Ingá (11,6%), Barreto (8,3%), Centro (8,2%), Badu (6,8%) e Piratininga (6,1%) também foram locais que tiveram aumentos nos preços de aluguel.

Rio
O valor do m² residencial ofertado para locação na cidade do Rio de Janeiro apresentou queda, e foi o menor m² dos últimos 12 meses, chegando ao valor de R$ 30,07. Além disso, o número de ofertas de imóveis para alugar também apresentou redução nos últimos meses.

Todas as regiões do Rio tiveram variação negativa no valor do m² residencial ofertado para locação. A região que apresentou a maior queda foi “Barra e adjacências”, com queda de 2,43%.

Vendas
O valor do m² residencial ofertado para venda vem apresentando alta nos últimos 6 meses e, pela primeira vez nos últimos 12 meses, ultrapassou o valor de R$ 9 mil. Todas as regiões do Rio de Janeiro tiveram variação positiva no valor do m² residencial ofertado para venda. A região que apresentou o maior aumento foi “Barra e adjacências”, com aumento de 1,56% no período.

Dados apurados pelo Centro de Pesquisa e Análise da Informação do Secovi Rio (Cepai) apontam que, só no mês de setembro, houve aumento de 13% no número de negociações de imóveis residenciais na Capital, na comparação com o mesmo período de 2020.

O relatório também aponta bom desempenho entre janeiro a setembro deste ano, com crescimento de 52,1% nas transações residenciais, em relação ao ano passado.

Os bairros mais procurados para este tipo de negociação foram Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Jacarepaguá.

As informações foram apuradas com a Prefeitura do Rio, de acordo com as guias de ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis) pagas no município.

Vendas mais baratas em Niterói
Segundo o Secovi Rio, ainda em Niterói, 17 áreas sofreram desvalorização na variação de outubro deste ano, com a mesma temporada de 2020, dentre os quais: Engenhoca (6,9%), São Lourenço (6,4%), Maria Paula (5,8%), Boa Viagem (5,4%), Largo do Barradas (4,9%) e Gragoatá (4,1%) estão entre os principais destaques. Em alta, figuram Camboinhas (17,8%), Rio do Ouro (10,7%), Itacoatiara (9,8%), São Francisco (9,7%), Piratininga (7,2%) e Vital Brazil (6,7%).

Fonte: Plantão Enfoco