Secovi Rio lança projeto de segurança Luz Azul junto com a Polícia

  • Por Secovi Rio -


“A primeira coisa que a polícia procura ao tentar solucionar um crime são as imagens de câmeras no local da ocorrência para apresentar no tribunal. As imagens falam por si e são melhores que testemunhas porque elas muitas vezes divergem, cada pessoa tem um olhar diferente sobre o fato”, afirmou Fábio Oliveira Barucke, Diretor da Polícia Civil do Rio, durante evento de lançamento do Luz Azul, nesta terça-feira, 29/5, no Secovi Rio.

O projeto, que é uma parceria do Sindicato com a empresa Venses Technology, prevê a instalação de câmeras de vigilância ultramodernas com sinalizador luminoso azul em edifícios do Centro da cidade. As imagens em alta definição ficarão armazenadas na nuvem e compartilhadas, em tempo real, com as autoridades da área de segurança pública.

evento de lançamento do Luz Azul

“A iniciativa do Secovi Rio é louvável e salutar, tem que aplaudir. Não tem mais como pensar em segurança pública sem a participação de toda a sociedade, inclusive da iniciativa privada. Esse é um conceito moderno que está cada vez mais difundido, até porque é preciso suprir de alguma forma a ausência do estado num momento de grande dificuldade financeira”, completou Barucke.

Também presente no evento, o major Charles Pereira, subcomandante do 5º BPM, que substituiu o comandante, tenente-coronel André Luiz Caetano Gomes, completou: “Nós, da Polícia Militar, entendemos que o Luz Azul é mais uma ferramenta que vem a somar para a segurança pública no Rio. Com a regulamentação das parcerias público-privadas pelo governo do estado, há três anos, esse tipo de iniciativa se tornou muito mais fácil de ser implementada”.

José Humberto Emidio de Lucena, coordenador de Videomonitoramento e Sensores do CICC – Centro Integrado de Comando e Controle também explicitou o apoio da Secretaria de Segurança ao Luz Azul: “Ao todo, o CICC monitora 6.000 câmeras, instaladas por conta de parcerias com rodovias, empresas privadas, concessionárias de serviços públicos. O monitoramento de imagens é de vital importância para gerar maior sensação de segurança, por isso o Luz Azul tem o total apoio da Secretaria de Segurança”, reforçou.

evento de lançamento do Luz AzulAntonio Carlos de Souza, diretor comercial da Venses, especializada em fornecimento de sistemas de vigilância em vídeo com base na nuvem, confia no sucesso do projeto, que começará pelo Centro. “É mais que uma adição de câmeras integradas à segurança pública. O projeto inclui placa de identificação, sinalizador luminoso e uma propaganda nacional para informar a população as áreas com maior e melhor segurança”, explica, acrescentando que as gravações e o software ficam hospedados e operam dentro da nuvem da Microsoft (AZURE).

Também presente no evento, o síndico do condomínio do Edifício Avenida Central (CEAC), na Avenida Rio Branco, Marcelo Pinheiro, confia que a adesão será expressiva. “Por ser bastante movimentada durante todo o horário comercial, a área próxima ao CEAC sempre foi bastante vulnerável, com incontáveis casos de roubo a transeuntes. O Luz Azul pode ajudar a mudar esse quadro e o ideal é que todos os condomínios do Centro pudessem aderir ao projeto”.

Além do CEAC, dois dos mais importantes prédios empresariais da região aderiram ao projeto-piloto: Rodolpho de Paoli e Linneo de Paula Machado. O vice-presidente Administrativo do Secovi Rio, Ronaldo Coelho Netto, mediou a participação dos convidados ao evento, que contou com 80 pessoas na plateia.

Quer mais informações sobre o Luz Azul? Clique aqui!