Mercado imobiliário tem leve melhora em Cabo Frio

  • Por Secovi Rio -


Preços oscilaram para cima na maioria dos bairros em dados de 2019

O mercado imobiliário de Cabo Frio teve uma leve melhora durante o ano passado. Dados do Sindicato de Habitação do Rio de Janeiro (SecoviRio) mostram que, entre janeiro e dezembro do ano passado, na maioria dos bairros, os índices de valores de compra e venda oscilaram para cima. Segundo corretores, os números indicam uma readequação do mercado após a crise dos últimos anos.

Os dados do SicoviRio mostram que, entre os apartamentos, o preço médio mais alto por metro quadrado está no Centro (R$ 6.979).

Em relação à variação de preços, no período entre janeiro e dezembro do ano passado, a área que teve maior índice de valorização para apartamentos foi o Balneário das Dunas (+7,9%), seguido do Peró (+4,2%), Centro (+2,2%) e Braga (+1%).

Ainda de acordo com os dados, houve ligeira desvalorização na Passagem (-3,6%), Vila Nova (-3,6%) e Algodoal (-1,3%).

Em relação às coberturas, o maior preço médio também está no Centro (R$ 6.991). O número, no entanto, representa uma desvalorização em relação a janeiro de 2019 (-2,5%). Também houve queda no preço das coberturas do Algodoal (-6,5%) e na Passagem (-6,1%). As coberturas que tiveram maior valorização no período estão na Vila Nova (+5%) e no Braga (+4,1%).

Já nas casas de rua, os maiores valores por metro quadrado registrados em dezembro último estão no Portinho (R$ 5.120) e no Novo Portinho (R$ 5.146).

Tamoios, com valor médio de R$ 1.986 nas casas de rua, foi o bairro com maior variação positiva em relação a janeiro (+6,4%). A maior variação negativa foi em Aquárius, também no segundo distrito (-3,6%).

Sobre as casas em condomínio, a maior variação positiva entre janeiro e dezembro do ano passado ocorreu na Praia do Siqueira (+11,1%). Já o maior valor médio por metro quadrado está no Portinho (R$ 4.713). A maior variação negativa do período foi em Unamar (-12,6%).

 

Período mais estável, dizem corretores

Para corretores imobiliários que atuam em Cabo Frio, os dados mostram que 2019 foi um ano de mais estabilidade no mercado de imóveis. Eles destacam a abertura de novas linhas de crédito por parte dos bancos, além de uma melhora gradual na economia, após a forte crise de anos anteriores. Mas ficam com o pé no chão ao falar sobre o futuro.

– Acredito que está ocorrendo um alinhamento de preços. Os valores estavam muito desequilibrados. Alguns eram muito altos, depois com a crise ficaram muito baixos. O que acontece agora é uma arrumação no mercado em termos de equilíbrio de preços. Está se chegando a um valor justo. Para 2020 a perspectiva é boa, novos lançamentos devem ocorrer, mas nada que se assemelhe ao que era antes de 2015. Digamos que, lentamente, o mercado volta a ganhar velocidade. Saímos da inércia – afirma o corretor Jefferson Buitrago.

Segundo a empresária Patrícia Cardinot, as permutas vêm ganhando espaço nas negociações.

– Estamos observando uma melhora e, também, algumas mudanças de comportamento. As permutas, por exemplo, estão em alta. É cada vez mais comum a troca por imóveis menores. Os valores para aluguel fixo ainda estão altos, mas as pessoas estão começando a entender que precisam baixar o preço. A impressão que eu tenho é de que 2020 vai ser melhor porque existe uma confiança, mesmo que ainda não exista uma estabilidade completa, economicamente temos alguns dados positivos em relação à queda nos juros e na inflação – afirma ela.

Já o corretor Jefferson Silva estima ter tido uma melhora de 10% nas vendas entre janeiro e dezembro do ano passado.

– Sinto que existe um cenário mais favorável para 2020. Vários bancos estão baixando as taxas de juros e isso ajuda muito. Traz uma segurança maior para quem quer captar dinheiro para comprar imóvel – considera ele.

 

FONTE: Folha dos Lagos