Cresce oferta de imóveis na região central do Rio

  • Por Secovi Rio -


No segmento de imóveis comerciais, o cenário de desocupação em 2017 – um ano após o boom na construção de torres comerciais – é preocupante, mas a taxa de vacância começa a cair em 2018 (de 77,5% para 62,5%), com a chegada de grandes empresas à Zona Portuária. O aumento da oferta de salas para vender, de abril de 2017 a abril de 2018, foi de quase 60%, mas, ainda assim, o preço médio do metro quadrado na área central caiu apenas 7%.

No segmento residencial, a quantidade de apartamentos disponíveis para venda ultrapassou os 100% em diversos bairros centrais, porém a queda nos preços foi de no máximo 20%, na Lapa. Com problemas de segurança, Estácio, Catumbi e Rio Comprido também tiveram redução de preços beirando os 10%, enquanto no Rio como um todo a queda foi de 7%. Na locação, a oferta também cresceu, o que contribuiu para a queda de quase 8% em toda a região. Em áreas como o Rio Comprido, bairro bastante afetado pela violência, entretanto, a redução foi de 18%.

Com 11 bairros e cerca de 192 mil habitantes, a Zona Central do Rio vem passando por muitas transformações ao longo dos últimos anos. E essas mudanças estão influenciando o mercado imobiliário local. Para mostrar esta evolução, o Secovi Rio apresenta, na próxima semana, o “Cenário do Mercado Imobiliário da Zona Central do Rio”, com dados sobre compra, venda, locação e taxas condominiais. A publicação estará disponível também no site da entidade. Quer saber mais? Chama a gente no WhatsApp: (21) 98547-2812.

Venha conhecer os números em primeira mão!

Data: 23 de maio
Horário: 8h30

Onde?
O local do evento não podia ser mais adequado. O WeWork Carioca, situando num dos endereços mais tradicionais do Centro da cidade (Av. Almirante Barroso, 81), é um espaço de coworking que se destaca pelo ambiente aconchegante, pela fantástica vista da Baía e Guanabara e, claro, pelo clima que favorece o networking e o encontro de grandes ideias.