Procura por imóveis próximos aos centros comerciais aumenta

  • Por Secovi Rio -


Rio – O local de trabalho é um ponto cada vez mais importante no momento da decisão de compra ou aluguel de um imóvel no Rio. Isso porque com os congestionamentos diários e o transporte público precário estudo da Expert Market mostrou que o carioca gasta cerca de uma hora e meia no percurso trabalho-casa , os moradores têm optado por imóveis em regiões próximas aos centros comerciais. Levantamento da OLX confirma o comportamento.

Segundo a empresa, houve aumento de 26% na busca por unidades no Centro, Flamengo e Botafogo no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2017.

De acordo com a OLX, o movimento pode ser justificado pela queda no preço dos imóveis nessas regiões. Os dados do site demonstram que houve diminuição no valor do aluguel nos bairros do Centro (11%), Flamengo (10,8%), Botafogo (4,8%) e Barra da Tijuca (3,4%). A plataforma comparou valores do primeiro trimestre deste ano com valores do mesmo período do ano passado.

Com preços mais baixos, a demanda por bairros que estão mais próximos aos centros comerciais da cidade registrou alta. Do total das pesquisas por imóveis para aluguel no município do Rio, 12% foram feitas em regiões vizinhas a áreas com concentração de lojas e sedes de escritórios e empresas. Entre elas, Flamengo, com crescimento de 51% no período, Centro ( 25%), Barra da Tijuca ( 23%) e Botafogo ( 18%) lideram as buscas dos internautas.

O tempo que se leva no trânsito entre o trabalho e a casa é apontado como um fator decisivo na mudança para uma região próxima ao trabalho. O vice-presidente do Sindicato da Habitação do Rio (Secovi Rio), Leonardo Schneider, afirma que a procura por imóveis nesses bairros pode ser explicada pela busca de qualidade de vida, o que pressupõe menos tempo no engarrafamento.

“Temos observado sim uma procura mais frequente por regiões centrais e também por bairros próximos a eles na Zona Sul. A locomoção é um ponto a se levar em consideração, já que, com as condições ruins de transporte público, o morador busca estar mais próximo do trabalho para não perder tempo no trânsito. Além disso, as condições dos imóveis favorecem essa mudança”, explica.

Foi o que aconteceu com a produtora de eventos Marina Vasconcelos, de 22 anos. Em fevereiro ela se mudou para um imóvel próximo do local em que trabalha: “Procurei um apartamento em uma região mais central, com facilidade de ir e vir do meu trabalho e oferta de transporte público considerável. Antes, morava no Recreio e passava muito tempo num trajeto enorme”.

Para a advogada Natália Soares, de 34 anos, a localização do apartamento perto do trabalho também pesou na escolha pelo imóvel: “Não queria morar distante do comércio, dos serviços e das opções de transporte”.

ALUGUEL EM ALTA

A OLX também observou que os cariocas estão optando mais por alugar imóveis do que por comprar. Segundo o levantamento, 54% das buscas na plataforma feitas este ano foram por locação.

De janeiro de 2017 até março de 2018, os dados mostram que a maior parte das buscas por aluguel no Rio são de imóveis que estão na faixa de R$ 500 a R$ 2 mil mensais, o que representa 74% do total de buscas.

Fonte: O Dia, 29/7/2018