Costa Verde apura valorização imobiliária

  • Por Secovi Rio -


Um litoral de tirar o fôlego, emoldurado pela Mata Atlântica, faz da Costa Verde, no Sul Fluminense, um paraíso. Mas não são apenas as belezas naturais que estão atraindo moradores ocasionais ou fixos: o preço médio do metro quadrado de venda em cidades como Angra dos Reis é 42% mais baixo que o praticado no município do Rio. Com o mercado aquecido, os preços apresentam tendência de alta nos últimos cinco meses, de acordo com pesquisa do Secovi Rio.

O preço do m² de apartamentos em Angra, por exemplo, veio subindo gradativamente em 2018, passando de R$ 5.745, em junho, para R$ 6.256, em outubro, uma valorização de 9%. Para as casas de condomínio também se registrou um aumento no mesmo período, de 5%. Já na capital fluminense, apurou-se queda de 2% ao longo do ano. Quanto ao tipo de unidades ofertadas, o Sindicato revela que a maior parte, 48%, é de apartamentos de 2 quartos. Em seguida, vêm as de 1 quarto, que representam 21% do total disponível para compra.

No que diz respeito às casas de condomínio, prevalecem as grandes construções: o maior volume de imóveis à venda (31%) tem 5 quartos. As de 4 dormitórios representam 30% do total disponível. Para quem deseja algo mais modesto, as casas comuns podem ser uma ótima opção: o valor médio do metro quadrado deste tipo de imóvel (R$ 4.801), em outubro, é o mais baixo dos últimos meses e se aproxima da faixa de preço praticada na Zona Oeste da capital fluminense (R$ 3.550).