Notícias do Setor

Procura de imóveis pela internet deve se fortalecer em 2018

O ano de 2018 promete ser promissor para o mercado imobiliário no Rio de Janeiro, pelo menos no que depender das aspirações dos consumidores online. Uma pesquisa da OLX e da Storia Imóveis revela que 97% das pessoas que não encontraram um imóvel em 2017 por meio dos dois sites continuará buscando seu produto neste ano. Desses, 61% estão interessados em comprar e 39% em alugar. Para 66% das pessoas, neste ano os imóveis continuarão com o mesmo preço ou mais baratos que em 2017.

O otimismo dos consumidores deverá dar o tom do setor em 2018, segundo a pesquisa apresentada por Roberta Christino, Head de BI e Data Insights da OLX, que mostrou os principais dados nesta terça-feira (6/2), no evento “Perspectiva do Mercado Imobiliário 2018”, na sede da empresa, Zona Sul do Rio. Ela afirmou que 84% dos cerca de 1 mil entrevistados pretendem investir até R$ 2 mil para pagar um aluguel e 86% deles têm a intenção de desembolsar até R$ 500 mil na compra de um imóvel.

“Analisando o comportamento dos usuários nas plataformas, a pesquisa revelou que o interesse por imóveis no Rio aumentou 10% em 2017”, disse Roberta, completando que oito dos dez bairros mais buscados para venda no ano passado ficam na Zona Oeste. Já no segmento de locação, a Zona Sul e o Centro se destacaram. “Em Campo Grande, 79% dos imóveis buscados para venda valem até R$ 250 mil. Já na Barra, 41% das buscas são para imóveis com mais de R$ 1 milhão”, detalhou.

O vice-presidente do Secovi Rio, Leonardo Schneider, e o coordenador estatístico da entidade, Maurício Eiras, também participaram do evento mostrando um panorama do segmento imobiliário atual. Schneider lembrou que, de 2012 a 2017, o aumento da oferta de imóveis no Rio de Janeiro foi bastante expressivo, chegando a 123% para venda e 512% para locação.

“Com a crise, mais imóveis ficaram disponíveis e os preços começaram a baixar. Agora, vivemos um período de recuperação econômica que, apesar de lenta, nos faz crer que o mercado deve dar uma melhorada em 2018”, ratificou o dirigente, lembrando que o momento atual pode ser bom para consumidores e proprietários de imóveis, por conta da facilidade de negociação. 

O evento terminou com o debate "Perspectivas 2018 - como a digitalização pode ajudar o mercado a se recuperar", do qual participaram Leonardo Schneider; Igor Pereira, VP e Head de Real Estate da OLX e Storia Imóveis; e Guilherme Blumer, diretor de Transformação Digital na Brasil Brokers.

Revista Secovi Rio

Edição 110

Edição 110

Enquete

O que você acha de ter um grupo do condomínio no Whatsapp?




×

Envie por email

Carregando...

×
×

Resultados da enquete

Carregando...